Os 7 Principais cuidados ao comprar imóvel na planta

Imóvel na planta

Os 7 Principais cuidados ao comprar imóvel na planta:
A falta de cuidados para fazer qualquer negócio pode trazer a você muitos prejuízos.
Para aumentar a sua segurança, tem alguns cuidados que você pode se antecipar para evitar problemas.
Esteja sempre preparado e leve sempre em consideração:

1. A sua capacidade de pagamento mensal e aprovação no banco.
O maior vilão dos negócios imobiliários definitivamente é a falta da amizade que o consumidor tem com a calculadora financeira.
Pague antes empréstimos que já comprometem a sua renda e que tenham juros acima de 1% ao mês.
Peça para algum colega que tem intimidade com a planilha do excel e faça a previsão de como correrá as parcelas , balões, etc..
Além da capacidade de pagamento, alguns negócios dependem de aprovação no banco, ou pré-aprovação (se isso for prometido, já deve estar previsto como será feito se o banco ou a politica nacional mudar as regras de financiamento (e pode acreditar, elas ocorrem).

2. A correção do valor do imóvel.
A compra do imóvel na planta sempre trás um valor de referência, que será corrigido geralmente pelo CUB ou pelo INCC.
Em exemplo, isso significa que R$ 200.000,00 de hoje serão corrigidos em média a 8% ao ano se a economia continuar no ritmo atual.

3. Avalie a construtora
Converse com pessoas que já compraram da mesma construtora, quantos anos ela tem de mercado (esse é fatal, se a construtora tem muitos anos de trabalho, sempre tem uma fama, boa ou ruim) não precisa nem dizer fuja da fama ruim.
Uma das principais qualidades da construtora é como ela trata o pós venda, e o pós entrega.
Existir problemas é natural acontecer, como a construtora trata estes problemas? Dá suporte? Tem pesquisa de satisfação com o atendimento?

4. Analise a documentação do imóvel.
Hoje para um empreendimento estar no mercado a construtora tem que cumprir vários requisitos para dar segurança ao consumidor.
Essa documentação compreende a incorporação do empreendimento registrada, memorial descritivo do que será entregue, acabamentos, padrão construtivo, metragens, tipos de materiais.

5. Guarde os materiais publicitários e e-mails da negociação.
Os materiais publicitários são a oferta do imóvel, e se estiverem diferentes do contrato, e judicialmente caso necessário o que foi ofertado vale mais do que foi contratado.
Raramente a construtora envia o contrato para analise prévia, e sim manda o material publicitário, encartes, e-mails, vídeos, e coisas do gênero.

6. Considere a possibilidade de ocorrer atraso.
Sim é muito comum, e você pode pedir para deixar bem detalhado como será tratado esse atraso. A maioria das construtoras decentes já preveem no contrato o pagamento de aluguel e valor para caso a obra atrase mais de 180 dias.

7. Compre sempre com calma.
Evite fechar o negócio no dia em que você vai conhecer o plantão, ou evento, ou a feira. A não ser que seja uma real e vantajosa condição.
Por cautela peça para analisar o contrato, a proposta e tudo que precisar ser assinado com anterioridade.
Se a construtora for de muita idoneidade pode fechar com tranquilidade, mas muitas que usam técnicas de vendas oculta algumas informações e depois de contrato feito já tem um monte de previsões de clausulas penais, multa ou algo do gênero.
O negócio bom é aquele que amadurece e é bom para os dois lados.
O comprador consciente tem acesso a informações e não pode ser coagido.
Escolha sempre um corretor que você confia e de preferência que já tenha negociado com a construtora e saiba como a construtora trata os problemas (que sempre tem).

Tenho certeza que seguindo esses passos você reduz ao extremo os riscos de ter dor de cabeça na compra de imóvel na planta.

Desejo muito sucesso pra você e bons negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *